Fato Verdade

Camilla Mello toma posse como Procuradora no Ministério Público do Trabalho

Camilla Mello toma posse como Procuradora no Ministério Público do Trabalho

Em cerimônia híbrida no Ministério Público do Trabalho (MPT), tomaram posse seis novos procuradoras e procuradoras, aprovados no 21º concurso para procuradoras e procuradores do MPT. Além deles, outros 11 aprovados, nomeados anteriormente, assinaram o termo de posse e exercício.

Dentre esses 11 nomeados anteriormente, está a feirense Dra. Camilla Mello, filha da odontóloga Suzana Mello, que relatou pra gente o momento de grande emoção. “Realmente fomos muito agraciados, Camilla só me enche de orgulho, e essa foi mais uma etapa da grande trajetória que ela está construindo. “. Contou.

 

Compuseram a mesa diretora do evento, o procurador-geral da República, Antônio Augusto Brandão de Aras, o procurador-geral do Trabalho José de Lima Ramos Pereira, o atual ministro do Tribunal Superior do Trabalho e ex-procurador-geral do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, o procurador-geral de Justiça Militar, Antônio Pereira Duarte, o corregedor-geral do Ministério Público do Trabalho, Jeferson Luiz Pereira Coelho e o presidente da Associação Nacional das Procuradoras e dos Procuradores do Trabalho (ANPT), José Antonio Vieira de Freitas Filho.

O procurador recém-empossado, Hermano Martins Domingues, foi responsável por falar em nomes dos aprovados. Em seu discurso, destacou o contexto de mudanças trabalhistas e o futuro do mundo do trabalho.

Não podemos e nem queremos impedir as mudanças, mas cabe a nós participar democraticamente do processo para que elas sejam uma brisa refrescante de verão, não um furacão. A desregulamentação, a flexibilização das relações de trabalho, a precarização ou acreditem, até mesmo o trabalho infantil são gigantes cruéis que buscam retirar tudo de quem já possui muito pouco e eternizar o ciclo da pobreza que faz com que uma sociedade capitalista supostamente moderna tenha mobilidade social compatível com a idade média na qual o texto foi escrito”

Segundo o presidente da ANPT, José Antonio Vieira, este concurso foi especialmente desafiador, considerando a necessidade de celeridade e segurança na realização das provas em meio à crise da COVID-19. Para o procurador, a entrada de novos membros é fundamental no fortalecimento institucional do MPT.

“Além de determinar a vida profissional dos aprovados e aprovadas, cada novo certame assegura a robustez institucional e a movimentação na carreira, mui cara aos que anseiam por se reaproximar de suas referências geoafetivas”, pontuou.

O ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Alberto Bastos Balazeiro, voltou, pela primeira vez, à sua antiga casa e celebrou o momento. Ele lembrou que o 21º concurso foi realizado em condições de adversidade, em razão da pandemia do coronavírus. ?A segunda, terceira, quarta e quinta etapas ocorreram já sob a égida da pandemia, o que exigiu inovação, tecnologia e imensa dedicação e todos e todas, demonstrando também a capacidade de superação das instituições. Parabéns ao Ministério Público do Trabalho e aos novos procuradores e procuradoras do Trabalho!?, finalizou.

O procurador-geral do Trabalho, José de Lima Ramos, reforçou o papel do MPT no cenário da pandemia, a fim de minimizar os impactos trabalhistas sofridos? …Esse vírus e esse caos forçaram a necessidade de que todas e todos vivêssemos em um mundo diferente: isolado, precarizado, aterrorizado, mas também mostraram que a humanidade sabe ser solidária e preocupada e sabe reagir e se adaptar.

Ele também lamentou os constantes ataques que a instituição tem sofrido e pediu a união de todos os ramos. ?Nesse momento de crise e de tragédia, o Ministério Público vem sofrendo constantes ataques e temos que juntar esforços, gastar energia, na defesa da garantia de nossas prerrogativas e do próprio sentido da existência do Parquet: ser essencial à sociedade, com poderes e princípios como o da independência funcional?.

Para o procurador-geral da República, Augusto Aras, os novos empossados venceram um rigoroso processo seletivo e têm a missão de garantir e de resgatar a dignidade humana nas atividades laborais. ?Vossas Excelências, além de defenderem ardorosamente o trabalho digno, cumprirão ainda a missão de o fazerem de modo eficaz e célere, em especial neste contexto de crise sanitária e econômica. O desafio é grande, considerando as limitações orçamentárias somadas à crescente demanda em um cenário de vulnerabilidade de tantos cidadãos desempregados e empobrecidos neste tempo pandêmico?, destacou.

Conheça a lista dos seis novos procuradores:

– Hermano Martins Domingues

– Jaime Fiomaro dos Santos Neto

– Luiza Barreto Braga Fidalgo

– Luciana Marcenes Gonçalves de Souza

– Franciele D?ambros

– Lucas Barbosa Brum

administrator

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *