Diageo, dona da Smirnoff, é terceira empresa a retirar suas marcas da Copa América no Brasil

Diageo, dona da Smirnoff, é terceira empresa a retirar suas marcas da Copa América no Brasil


Empresa disse ter cortado patrocínio diante da “situação sanitária do país”, uma vez que havia acertado os termos quando evento estava previsto para ocorrer na Colômbia e na Argentina. Diageo decidiu retirar suas marcas de bebida da Copa América
Divulgação
Depois da Mastercard e da Ambev, a Diageo decidiu nesta quinta-feira (10) retirar suas marcas da Copa América no Brasil “diante da atual situação sanitária brasileira e em respeito ao momento da pandemia do Covid-19”.
Dona das marcas Smirnoff e Johnnie Walker, a companhia inglesa afirmou também que os termos do patrocínio foram acertados quando o evento estava previsto para ser realizado na Colômbia e Argentina.
“A Diageo reitera seu compromisso com a sociedade observando os protocolos de segurança e ações institucionais que contribuam para a mitigação da pandemia.”
Mastercard anuncia que não vai mais patrocinar a Copa América
Início do torneio
A Copa América começa domingo, com o jogo Brasil x Venezuela, às 18h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O torneio terá jogos também em Cuiabá, Goiânia e no Rio de Janeiro.
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, marcou para quinta-feira (10) o julgamento de ações que querem barrar a realização da Copa América de futebol no Brasil. Fux atendeu a um pedido da relatora, ministra Cármen Lúcia.
O julgamento será em plenário virtual, no qual os ministros inserem o voto em sistema eletrônico. Pela decisão de Fux, o julgamento começará à 0h e acabará às 23h59 de quinta-feira.

administrator

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *