Elenco, estilo de jogo e desconfiança: a apresentação de Mozart no Cruzeiro