Prefeito apresenta plano estratégico para comércio

Prefeito apresenta plano estratégico para comércio

A Prefeitura de Camaçari e o comércio estão alinhados para a reabertura parcial das atividades econômicas durante a pandemia do coronavírus, através do Plano Estratégico que foi construído em conjunto. Em reunião, realizada nesta segunda-feira (22/6), na Secretaria de Governo (Segov), o documento foi apresentado e entregue para as entidades representativas, além das polícias.

O prefeito, Elinaldo Araújo, falou sobre a vontade de abrir o comércio desde que a segurança da população seja preservada. “A nossa bandeira é única. É melhor que o comércio abra, fique mais ventilado e o comerciante siga as regras que vai proteger. Do que ele fechado, abafado e não sabemos do que está acontecendo lá dentro”, disse. O gestor municipal ainda falou que a reabertura está condicionada à disponibilidade de vagas nos leitos e convocou uma nova reunião para o dia 30 de junho, data que antecede a provável reabertura (1º de julho), para que a decisão seja tomada em conjunto.

O diálogo contínuo com a prefeitura foi destacado pela presidente do Sindicato do Comércio Patronal de Camaçari e Região (Sicomércio Camaçari), Juranildes Araújo. “Estamos conversando há algum tempo, e hora nenhuma nós ficamos de fora de discutir sobre as questões da cidade. Trabalhando também no plano de reabertura que a gente sabia que não podia ser agora. A gente quer que abra o comércio, mas com responsabilidade”.

Também participou do encontro o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Pedro Luiz Failla, que parabenizou a administração municipal “porque não é fácil atravessar isso. Acho que a gente deve continuar junto, unido, e seguir as orientações da parte médica da prefeitura”.

A reunião ainda contou com a participação das polícias. A delegada titular da 18ª Delegacia Territorial, Thaís Siqueira, ressaltou a importância da reabertura do comércio “já que o desemprego reflete na criminalidade” e lembrou a necessidade que as pessoas sejam mais conscientes em relação aos cuidados. O comandante da 59ª Companhia Independente da Polícia Militar da Bahia, major André Presa, destacou a necessidade da continuidade das medidas de retenção voltadas à população, como o toque de recolher e as que evitam aglomerações.

O secretário de Saúde, Luiz Duplat, manifestou a opinião, “a abertura do comércio se faz necessária, dentro de determinados critério e, para isso, elaboramos esse plano tentando contemplar todos os segmentos do comércio, divididos por turno. Nessa primeira fase devemos manter o toque de recolher e seguindo os critérios para passar à segunda fase, que é justamente da taxa de ocupação. Coloco nossos técnicos da Secretaria de Saúde (Sesau) à disposição para que cada segmento tenha o seu protocolo individual, de acordo com as orientações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)”.

O Plano Estratégico reúne todas as ideias e propostas que foram ouvidas pela gestão no decorrer dos 90 dias de suspensão dos serviços não essenciais a fim de conter o avanço da Covid-19. O documento está distribuído por medidas e diretrizes, como necessidade de uso de máscaras nas lojas, respeito à distância entre as pessoas, cuidados e recomendações de higiene que irão nortear a volta gradativa e segura dos trabalhos por setores e o material pode ser conferido aqui.

Estavam presentes os secretários do Desenvolvimento Econômico, Waldy Freitas, dos Serviços Públicos, Armando Mansur, o superintendente de Trânsito e Transporte Público, coronel Alfredo Castro, e o presidente da Câmara de Vereadores, Jorge Curvelo. Além do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Camaçari, Pedro Reis, do presidente da Associação Comercial de Camaçari (ACEC), Luciano Sacramento, e do comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar da Bahia, o tenente-coronel, Gabriel Neto.