Governo de SP tem escritório voltado aos negócios na China e passa a ser investigado

Governo de SP tem escritório voltado aos negócios na China e passa a ser investigado

A deputada estadual Leticia Aguiar (PSL-SP) protocolou um requerimento na Assembleia Legislativa (Alesp), nessa quarta-feira (29/7), solicitando ao Governo de São Paulo informações sobre o escritório comercial do Estado localizado em Xangai, na China.

O documento foi feito pela parlamentar ainda no início da pandemia de Covid-19 no Brasil, no dia 23 de abril, solicitando diversos esclarecimentos como:

  • critérios técnicos para escolher a China para implementar o escritório;
  • custo mensal da manutenção do escritório;
  • quantas novas empresas estão em incubação no local;
  • se o escritório continuou operando durante o período de pandemia;
  • resultados concretos do escritório durante a pandemia, dentre outros.

De acordo com a Alesp, o requerimento foi entregue ao Secretário de Estado de Governo no dia 12 de maio. O prazo inicial para resposta era de 30 dias e foi prorrogado por mais 30, porém, já se passaram mais de 70 dias e o Governo de São Paulo ainda não se pronunciou. O prazo limite para resposta era de 60 dias.

“Estamos pedindo esclarecimentos sobre esse escritório que João Doria implantou na China. Se os resultados são bons, não há o que esconder da população paulista. Meu papel é fiscalizar as ações do executivo, vou seguir cobrando e investigando as ações do Governo de São Paulo, mesmo que demorem para nos responder, não vamos parar”, disse a deputada Leticia Aguiar.

Segundo o InvestSP, esse é o primeiro escritório instalado no exterior pelo Governo de São Paulo. Financiado 100% pela China, o escritório tem recepção, duas salas de reunião e uma grande sala com estações de trabalho, distribuído em 125 metros quadrados. O espaço começou a operar oficialmente no dia 12 de agosto de 2019.​

FONTE: TERÇA LIVRE