Joice Hasselmann dispara contra Doria: ‘marqueteiro’

Joice Hasselmann dispara contra Doria: ‘marqueteiro’

Joice Hasselmann aproveitou a convenção do PSL paulistano, realizada na tarde de hoje, para criticar tucanos. Alçada à condição de candidata à prefeitura da capital paulista, ela foi além de chamar o prefeito Bruno Covas de “nulidade”. Propôs-se a analisar — sem elogios — o trabalho do governador João Doria.

De acordo com Joice, Doria errou quando esteve à frente do Executivo da maior cidade do país. “Não foi prefeito. Ele só deu uma passadinha. Foi mais marqueteiro que prefeito e deixou uma nulidade que é o Bruno Covas”, disse. Assim, a filiada ao PSL lembrou que Doria abandonou a prefeitura em menos de dois anos para se candidatar a governador. Ela, contudo, chegou a apoiar a candidatura do tucano ao governo do Estado. Foi uma das idealizadoras do movimento “bolsodoria” nas eleições de 2018.

Bolsonaro em pauta

A candidata aproveitou o evento para falar de Jair Bolsonaro. Joice chegou a ser líder do governo no Congresso, mas rompeu com o presidente em meio a disputas internas do PSL. Ela mais uma vez analisou a possibilidade de o mandatário do país voltar ao partido (pelo qual foi eleito em 2018).

“Que [Bolsonaro] peça desculpas públicas a quem ele tentou destruir”

“Por que o presidente Bolsonaro quer voltar ao PSL? Qual a intenção? É para construir ou para destruir? É para fazer uma intervenção inquisidora?”, questionou Joice Hasselmann. “Se for para isso, que fique onde está. Se ele vier para construir, que peça desculpas públicas a quem ele tentou destruir”, prosseguiu, conforme informa o jornal O Estado de S. Paulo. Ela, que se afasta do cargo de deputada federal, colocou-se na lista de personagens atacados por Bolsonaro.

FONTE: REVISTA OSTE