Universitários treinados para levar adiante ‘insanidades políticas’

Universitários treinados para levar adiante ‘insanidades políticas’

Ensinar? Formar profissionais de qualidade para o mercado de trabalho? De acordo com o cientista político Bruno Garschagen, essas ações não têm sido os principais objetivos de universidades espalhadas pelo mundo, inclusive no Brasil. E essa falta de prioridade ocorre, sobretudo, nos departamentos dos cursos de humanas.

Conforme descreve em artigo publicado na edição desta semana da Revista Oeste, Garschagen afirma que há “gerações de alunos treinadas a aceitar e a reproduzir insanidades políticas”. Para ele, o espaço que deveria ser dedicado a formar profissionais se transformou em centro ideológico de formação de militância. Além disso, o colunista lamenta que essa situação só começou a ser percebida nos últimos anos.

Diante de tal situação, o colunista crava que as “universidades estão sob o comando de tolos militantes”. A íntegra dessa análise sobre universitários pode ser conferida abaixo.

FONTE: REVISTA OESTE