Distribuição dos cupons da Cesta de Natal encerra de forma tranquila

Distribuição dos cupons da Cesta de Natal encerra de forma tranquila

A etapa de distribuição dos cupons, que garante o recebimento da Cesta de Natal, encerrou nesta terça-feira (15/12). A Prefeitura de Camaçari, por intermédio da Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), se prepara agora para a entrega do benefício propriamente dito, o que acontece nos dias 18 e 19 de dezembro (sexta-feira e sábado) na sede, e no dia 20 (domingo) na costa do município.

Neste último dia, o atendimento ocorreu de forma tranquila e ordenada obedecendo as normas de segurança que visam evitar a propagação da Covid-19. Na Escola Municipal Virgínia Reis Tude, situada no bairro Verdes Horizontes, na sede, não foi diferente. Por conta do atendimento ágil e eficiente nos dias anteriores, a maioria das pessoas beneficiadas, cerca de 80%, já fez a retirada dos cupons.  

A cesta é concedida pela prefeitura para beneficiários dos programas Bolsa Família ou Bolsa Social, para mulheres vítimas de violência acompanhadas pelo Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) Yolanda Pires, para famílias que participam dos grupos de convivência no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e as acompanhadas pelo Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), bem como para a população em situação de rua assistidas pelo Centro Pop, idosos atendidos pelo Conviver e mães de crianças/adolescentes matriculados na Casa da Criança que não possuem Bolsa Família.

Durante a retirada dos cupons na Escola Virgínia Reis Tude, dentre outros contemplados, estiveram presentes diversas pessoas assistidas pelo Bolsa Social - programa municipal de transferência de renda. São cidadãos que recebem não apenas uma cesta eventual da prefeitura, mas que são acompanhados de perto e que contam com outro tipo de apoio da administração municipal.

Em depoimento, os beneficiários destacam a sensibilidade da prefeitura que, mesmo nesse momento de crise, causado pela pandemia, não deixou a população mais carente desassistida. É o caso de Gleyce Novais, 22 anos, dona de casa. Mãe de duas crianças, ela falou da importância e gratidão em receber esse tipo de suporte, o que, segundo ela, é de grande ajuda, sobretudo, nesse período.

O atendimento humanizado foi salientado por Luciana Balbino, 22 anos, autônoma. Ela ponderou ainda a organização do espaço, o que garantiu a segurança dos beneficiários e da equipe de atendimento. Dogimária Gonzaga, 23 anos, elogiou a agilidade da equipe de atendimento. De acordo com ela, todo o processo para retirada do cupom acontece de forma muito rápida, o que evita aglomeração no espaço e impede possível disseminação do novo coronavírus.  

As três personagens são mães de família, moradoras do bairro Verdes Horizontes, assistidas pelo Bolsa Social e donas de casa. Elas foram unânimes em dizer que a Cesta de Natal irá levar mais fartura aos festejos de fim de ano.

A cesta natalina é composta por itens como arroz, macarrão, farinha de mandioca, feijão, ervilha, milho, óleo de soja, panetone, além de três frangos.

FONTE: ASCOM CAMAÇARI