Prefeito reúne com donos de escolas particulares

Prefeito reúne com donos de escolas particulares

Sensível com uma área educacional, o prefeito Elinaldo Araújo esteve reunido com empresários de escolas particulares do município e representantes da Câmara de Vereadores. O encontro foi realizado nesta quarta-feira (24/2), na sala de reuniões da Secretaria de Governo (Segov).

O prefeito Elinaldo Araújo afirmou que faz questão de estar junto com a categoria. “Estou preocupado com a questão dos alunos, já faz um ano sem ter aula presencial. Claro que estamos em uma segunda onda da Covid-19, mas não podemos cruzar os braços e esperar que a onda pare, temos de estar preparados para assim que a curva diminua, se estabilizar, como aulas voltem de forma imediata ”.

Uma proposta foi entregue proprietário pelo Escola Vila Infância, em Catu de Abrantes, George Fernandes, que ainda destacou a importância da mensagem dada pelo prefeito. Durante a conversa, ele fez um panorama das escolas particulares do município e opinou sobre a volta às aulas presenciais, “assim que for possível, quando os números melhorarem e seguindo os protocolos de segurança. Não estou defendendo o retorno obrigatório, pois as famílias podem escolher ”.  

A secretária da Educação, Neurilene Martins, lembrou o trabalho realizado pelo município com o Mais e Melhor Educação: em casa, que ofertou o ano letivo inteiro. “Não estamos em um lugar cômodo de não voltar, queremos voltar quando for autorizado. O que precisamos é estabelecer indicadores para a volta do ensino presencial e publicar ”.

Na oportunidade, foi apresentada ainda uma pauta de determinada para o prefeito, que garantiu a análise que pode ser feita. Com a intenção de manter um diálogo permanente, uma nova reunião envolvendo todos os segmentos, como Câmara de Vereadores, sindicatos e Ministério Público ficou agendada para divulgação do mês de março.

Estavam presentes os secretários de Governo, José Gama, de Desenvolvimento Econômico, Waldy Freitas, os vereadores Júnior Borges e Professora Angélica, e o proprietário da escola Villa Global Education, Eugênio Barreto.

FONTE: ASCOM CAMAÇARI