Unidades de saúde atendem 711 pacientes no fim de semana com 95% sintomáticos Covid

Unidades de saúde atendem 711 pacientes no fim de semana com 95% sintomáticos Covid

Pelo segundo final de semana seguido, a Secretaria da Saúde de Camaçari abriu as unidades de saúde do Gravatá, Ponto Certo e Gleba E, das 7h às 19h, para atender a população e assim desafogar as unidades de emergência em virtude da pandemia do novo Coronavírus. Somente no sábado (27/2) e domingo (28/2) foram 711 atendimentos nas três unidades. Sendo 95% destes de pacientes, sintomáticos da Covid-19. No primeiro final de semana de funcionamento das unidades, que ocorreu nos dias 20 e 21 de fevereiro, foram realizados 631 acolhimentos.

O secretário da Saúde, Elias Natan, enfatiza que o número de sintomáticos Covid só cresce a cada dia. “Essas medidas restritivas, tomadas nos últimos dias, só terão resultado daqui a 15 dias, e isso, se a população atender aos pedidos de evitar aglomerações, usar máscara e higienização constante das mãos com álcool em gel. Enquanto isso, temos visto um aumento muito rápido de pacientes com sintomas da doença. Só neste final de semana, tivemos 18 transferências de pacientes dessas unidades para uma UPA ou PA devido ao quadro clínico Covid. E chegamos a ter mais de 60 pacientes na regulação aguardando um leito clínico ou de UTI. Essa variante do vírus é muito devastadora”, afirma.

Desde a semana passada, a Secretaria da Saúde (Sesau) implantou o atendimento avançado por demanda aberta em todas as unidades de saúde também de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. “Esse atendimento sem a necessidade de agendamento é para desafogar as unidades de urgência e emergência. Então as pessoas sintomáticas ou que estão com alguma demanda de saúde podem ir à unidade de saúde mais próxima de sua residência para um atendimento inicial”, destaca Elias Natan.

No caso de pacientes que chegam às unidades com um quadro de saúde mais grave, o secretário explica que, “se for necessária a transferência dessa pessoa para uma unidade de urgência e emergência, acontecerá após o paciente receber os primeiros cuidados nas unidades de saúde e ter seu quadro clínico estabilizado. Dessa forma, temos conseguido desafogar as unidades de urgência e emergência e garantir o atendimento à nossa população”.

FONTE: ASCOM CAMAÇARI