Prefeitura fortalece atividades culturais e esportivas nas comunidades

Prefeitura fortalece atividades culturais e esportivas nas comunidades

A Prefeitura de Camaçari ganha um importante reforço no que diz respeito ao desenvolvimento de atividades culturais e esportivas nas comunidades. É que a instrutora de Dança, Sara Estrela, passa a integrar o quadro de servidores do governo municipal e em conversa com o prefeito, Elinaldo Araújo, na manhã desta segunda-feira (30/3), traçaram planos para a realização de atividades integrativas para a população em um futuro próximo. O encontro contou com a presença do vereador Flávio Matos, que articulou a reunião junto ao chefe do executivo.

Uma das propostas alinhadas com o gestor municipal foi o desenvolvimento do projeto Arte de Viver Bem, que traz em sua essência o oportunizar, aos indivíduos e comunidades de Camaçari, ações que venham suprir a carência de cultura, de interação social com estímulo à cidadania, atividades esportivas e de promoção à saúde.

A professora Sara Estrela, que atua na área esportiva e cultural em Camaçari há seis anos, se mostrou animada com o convite. “Com o apoio da Prefeitura de Camaçari, vamos realizar muito, vamos alcançar as pessoas através da cultura, pessoas que precisam de um olhar humano, atenção, afeto e oportunidades de se sentir visto”, resumiu, explicando que a prevenção e o auxílio no tratamento de doenças físicas e psicológicas são alguns dos benefícios das atividades que pretende implementar na cidade.

Sara iniciou sua carreira como professora de Zumba em 2014 e desde então realizou diversos eventos, criou marcas e organizou programas que agregavam conhecimentos em nutrição e em psicologia em suas aulas, promovendo a saúde física e mental dos seus alunos. Desde então, vem apresentando melhores perspectivas de vida para muitas pessoas e demonstrando o potencial da dança como atividade favorável à promoção da qualidade de vida, desenvolvimento pessoal e coletivo, além de uma prática relaxante e divertida. “A ideia é contribuir para o fortalecimento e fomento da cultura e para o processo de desenvolvimento da sociedade”, finalizou a instrutora.