Prefeitura garante assistência para famílias em situação de risco

Prefeitura garante assistência para famílias em situação de risco

A Prefeitura de Camaçari, por meio das Secretarias da Habitação (Sehab), do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes) e da Defesa Civil, coordenação ligada à Secretaria dos Serviços Públicos (Sesp), segue empenhada para atender as famílias camaçarienses, tanto da sede quanto da costa do município, que tiveram suas moradias danificadas, com estruturas comprometidas, em virtude das fortes chuvas que atingem o município.

De acordo com Arlei Malheiros, engenheiro civil da Sehab, a pasta realiza o levantamento nos locais atingidos pela tempestade. “Nós fazemos a análise dessas moradias com base nos riscos estruturais que abalaram as construções dessas casas. Assim que constatamos a vulnerabilidade do imóvel, por medida de segurança, orientamos que as famílias se mudem para um lugar seguro. Não havendo essa possibilidade, o caso será analisado para adequação e encaminhamento ao Auxílio Aluguel”, explicou.

O benefício que é administrado pela Sedes é uma medida temporária e nesse período de chuva terá caráter emergencial. O auxílio será concedido às pessoas vítimas de calamidade, em decorrência de desastres, e que tiveram suas residências condenadas, conforme laudo técnico comprovado pela Defesa Civil. O procedimento é essencial e necessário para garantir moradia segura às famílias que se encontram em situação de risco.

A secretária da Sehab, Vivian Angelim, explica que técnicos estão percorrendo os bairros da cidade que possuem casas atingidas pelos efeitos do mau tempo para coletar dados. “Este período crítico de chuva, juntamente com a pandemia do novo coronavírus, está sendo um grande desafio e um dos trabalhos mais difíceis para a secretaria, no que tange a assistência social, porque precisamos de muita agilidade. Recebemos algumas ocorrências e conseguimos, em pouco tempo, atender satisfatoriamente as primeiras demandas de emergências”, afirmou a gestora.

As visitas realizadas por técnicos da Sehab acontecem depois que a pasta recebe da Defesa Civil os relatórios. “Vamos atender a todos de acordo com o decreto de situação de emergência. Estamos indo de porta em porta, com a cautela necessária, para colher os dados dessas pessoas e encaminhá-las ao auxílio aluguel para providenciarem um local mais seguro para morar”, declarou Vivian.

A gestora da pasta da Habitação reafirmou que está atenta, comprometida e em diálogo constante com a secretária da Sedes, Andréa Montenegro, e com o coordenador da Defesa Civil, Filipe Montenegro, para que de for.a conjunta encontrem a melhor forma de ajudar aos que mais precisam.

Qualquer situação de emergência deve ser informada através do número 199, que funciona em regime de plantão 24 horas.