Prefeitura realiza ação de fiscalização na sede e Costa de Camaçari

Prefeitura realiza ação de fiscalização na sede e Costa de Camaçari

A Prefeitura de Camaçari tem adotado inúmeras medidas para combater a disseminação do novo coronavírus no município. Com isso, representantes das secretarias municipais, acompanhados de policiais do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Camaçari, realizaram, na manhã desta sexta-feira (22/5), uma ação para vistoriar o cumprimento dos decretos de combate à propagação da Covid-19, em diversos bairros do município, tanto na sede quanto na costa.

A partir de uma operação integrada, as equipes da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur) e da Superintendência de Trânsito e Transporte (STT), seguiram pelas ruas da cidade, priorizando bairros com maior denúncia sobre funcionamento irregular de estabelecimentos comerciais sem autorização na região.

Responsável pela logística da ação, o diretor-superintendente da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT), coronel Alfredo Castro, contou que a força tarefa foi montada com base nos dados recebidos pelas secretárias de Saúde e Desenvolvimento Urbano. “Estamos com um relatório de bairros com maior número de casos confirmados com a doença, a exemplo de Vila de Abrantes, estabelecimentos descumprindo os decretos e locais de aglomeração de pessoas em reuniões com som alto; e com base nisso montamos uma estratégia para visitar estas localidades de modo que a legalidade seja estabelecida na cidade”.

Diante da gravidade da propagação do coronavírus, a prefeitura tem intensificado as ações de fiscalização e, além disso, tem reforçado junto à população, a necessidade de manter o distanciamento social para que se evite aglomerações. O superintendente de Ordenamento e Fiscalização da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), coronel Pedro Cézar Arcanjo, explicou que está seguindo a orientação do prefeito Elinaldo Araujo de conscientizar a população para evitar a propagação do vírus no município. “Estamos desenvolvendo um trabalho integrado e juntos vamos conscientizar a população para evitar a aglomeração, fazer uso da máscara e proibir o som em lugares públicos. Inicialmente, a ação é educativa, mas havendo reincidência a lei estará à disposição para ser aplicada”, enfatizou.

Como medida adotada pela administração municipal para impedir a proliferação do novo coronavírus, apenas as empresas que prestam serviços essenciais, como mercados, farmácias, bancos, lotéricas, entre outros, estão autorizadas a funcionar, com tanto que sejam observadas as medidas de segurança. Nesses locais é preciso que seja disponibilizado álcool em gel, a entrada deve estar condicionada ao uso de máscaras, que passou a ser obrigatório na cidade, e é preciso, ainda, que haja o distanciamento com dois metros entre os ocupantes.

“Os comerciantes estão recebendo a gente de forma positiva. Estamos adentrando nos estabelecimentos para fiscalizar e orientar quanto às medidas de prevenção ao coronavírus. Vamos retornar, e em casos incidentes poderá haver interdição do estabelecimento. Esperamos que a população entenda que com a abertura do comércio sem autorização e o aumento de pessoas circulando pelas ruas têm crescido os números de casos confirmados com a Covid-19”, disse Edgar Lima, fiscal de uso do solo e meio ambiente da Sedur reforçando um apelo, “pedimos à população que colabore conosco e respeitem as normas estabelecida para nossa segurança”.

Proprietário de uma panificadora instalada no bairro Gleba E, Valdinei da Cruz recebeu a orientação das equipes. “Estamos todos juntos em uma mesma condição, quando todo cuidado é necessário. Se todos cumprirem com as exigências estabelecidas estaremos protegendo a todos”, falou, acrescentando que em seu estabelecimento o uso do álcool e da máscara é “fator essencial”.

A ação, que contou com colaboração de servidores da Sedur, STT e da PM, segue por todo o fim de semana, tanto na sede quanto na costa. Neste período serão doadas três mil máscaras de tecido para as pessoas que estiverem sem a proteção facial.

Com olhos atentos, Manoel Carvalho, morador da Gleba E há 38 anos, estava na porta de casa observando e parabenizando a ação da prefeitura. “Esta ação está nota dez e já deveria ter começado, porque aqui as pessoas não estão fazendo uso de máscaras e termina colocando a nossa vida em risco também”, disse.

A prefeitura reforça que as ações de fiscalização são contínuas e em casos de descumprimento das medidas, o cidadão pode fazer denúncia por meio do canal “Alô Sedur”, através do 0800 284 6734. As denúncias podem ser feitas das 8h às 23h, qualquer dia da semana.

Reforço na higiene

Para garantir a segurança dos colaboradores, as equipes envolvidas receberam um kit com colete, máscara de tecido e do tipo face shield (protetor facial), álcool em gel e líquido, todo material necessário para garantir a segurança de quem participava da ação.