Leve a Semana Mundial do Brincar pra sua cidade!

O Dia Mundial do Brincar é comemorado no dia 28 de maio. E, todo ano, a Aliança pela Infância promove, por volta dessa data, a Semana Mundial do Brincar, com o intuito de valorizar o direito ao brincar e reforçar a importância do brincar para o desenvolvimento das crianças.

Mesmo durante a pandemia, o evento, que costuma mobilizar pessoas de todo o mundo a realizar brincadeiras, palestras, debates, rodas de conversa e outras atividades em torno de um tema comum, continuou acontecendo, mas com algumas adaptações. Afinal, as crianças continuaram brincando, ainda que de outras formas e em outros espaços, durante esse período de reclusão e isolamento social.

Como explica Letícia Zero, coordenadora da Secretaria Executiva da Aliança pela Infância:
A pandemia foi muito pesada às crianças, porque elas foram privadas de convivência, algo que é tão fundamental para o seu desenvolvimento. As crianças pequenas, por exemplo, nem chegaram a passar por essa experiência e já se viram confinadas.
As experiências de brincar ficaram empobrecidas, porque as crianças tinham menos possibilidades de espaços, de interações. Ao mesmo tempo, novos repertórios foram ampliados e outras possibilidades foram redescobertas – como a de brincar em casa, tema do evento ano passado.”
Dadas essas limitações, a Semana Mundial do Brincar deste ano, que acontece de 21 a 29 de maio, foca no desenvolvimento da confiança, que foi muito impactada. Enclausuradas ou estimuladas a manter o distanciamento de outras pessoas, muitas crianças passaram a ver “o outro” como uma ameaça, um perigo.
O brincar é uma maneira potente de retomar essa convivência e interação em sociedade – tanto que o tema “Confiar na força do brincar” deve pautar todos os eventos realizados pela Aliança ao longo deste ano.

“Na carta de princípios da Aliança pela Infância, lemos que ‘a infância é tempo de aprender a confiar’. Porque o brincar é a linguagem com a qual a criança interage o tempo todo com os espaços e as pessoas e descobre a sua relação com o mundo ao seu redor. Ele permite que ela entenda as suas potências e os seus limites, e que ela desenvolva valores, gostos pessoas, habilidades, convivência. O brincar é, portanto, o lugar de a criança aprender a confiar no outro e em si mesma”, explica Letícia.

A coordenadora ainda chama atenção para a importância de estimular o brincar livre, reforçando o papel da pessoa adulta nesse processo, sem impor muitos limites ou direcionamento:

É fato que as crianças perderam muitas oportunidades de aprendizado nos últimos dois anos. Mas não devemos ficar aflitos para criar estruturas de brincar pedagógicas, dirigidas. Nosso papel é acolher e criar intencionalidade ao disponibilizar materiais e espaços seguros e livres para que o brincar aconteça livremente e de forma espontânea, de acordo com o interesse de cada criança. Pode ser na cozinha, brincando de lavar louça, como na escola ou na praça. O brincar pode ser muito mais simples do que pensamos.”

administrator

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *