Mandados de busca e apreensão são cumpridos em 2ª fase de operação contra fraudes em transações imobiliárias na Bahia

Mandados de busca e apreensão são cumpridos em 2ª fase de operação contra fraudes em transações imobiliárias na Bahia

Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos contra uma nova investigada por transações imobiliárias fraudulentas, na segunda fase da Operação Immobilis, nesta terça-feira (17). Os mandados foram cumpridos em Busca Vida, em Camaçari, Região Metropolitana de Salvador e em Teresina (PI).

A ação foi iniciada pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) em abril de 2021, quando seis pessoas investigadas na operação foram denunciadas pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco).
As buscas foram autorizadas pela Justiça, após acordo de colaboração premiada e outros elementos colhidos durante as investigações da Operação Inventário, que denunciou cinco pessoas suspeitas de envolvimento em fraudes, também em abril do último ano.
O nome da nova investigada não foi divulgado pelo MP-BA, que detalhou que ela ia às comarcas e obtia as decisões judiciais de forma ilícita. Além disso, a investigada também transferia os imóveis de forma fraudulenta e depois os alienava.

No processo de alienação, a quadrilha simulava a presença de pessoas em ações judiciais, e emitiam ordens cancelando a hipoteca de imóveis, o que permitia a transferência para um dos membros do grupo criminoso.

Com a alienação, um novo documento no cartório de registro de imóveis era gerado sem nenhuma hipoteca, o que permitia a comercialização dos mesmos para terceiros. De acordo com o MP-BA, dezenas de imóveis, como casas, apartamentos e propriedades rurais, foram alvo da organização criminosa, em todo o país.

Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.

administrator

Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *