Twitter testa anúncios em tela cheia no Fleets

Twitter testa anúncios em tela cheia no Fleets


Rede social afirmou que experimento com grupo de usuários de Android e iOS nos Estados Unidos servirá para analisar novo formato. Sede do Twitter em São Francisco, nos EUA. Empresa apagou 10 mil perfis falsos em meio às eleições legislativas no país
Jeff Chiu/AP
O Twitter informou nesta terça-feira (1º) que vai mostrar anúncios no Fleets, seção em que as publicações dos usuários saem do ar depois de 24h.
A rede social afirmou que realizará testes com um grupo de usuários de iOS e Android nos Estados Unidos para analisar os resultados do novo formato de publicidade.
Com a decisão, a área terá conteudos promovidos por empresas junto com fotos e vídeos que foram compartilhados por usuários.
Os anúncios poderão ter até 30 segundos. E, como acontece nos stories do Instagram, as marcas poderão direcionar usuários ao seu site por meio de um botão ou do recurso de arrastar para cima.
Twitter vai testar anúncios no Fleets com grupo de usuários de Android e iOS
Divulgação/Twitter
Em comunicado sobre a mudança, o Twitter afirmou que as empresas terão acesso a diversos dados sobre o anúncios, como número de exibições, visitas ao perfil, cliques e visitas ao site.
A plataforma indicou ainda que vai acompanhar de perto os resultados dos anúncios verticais e em tela cheia no Fleets.
“Queremos entender o desempenho desse conteúdo para os clientes, não apenas para anúncios no Fleets, mas para futuros usos de formatos de tela cheia no Twitter”, afirmaram o gerente de produto, Justin Hoang, e o gerente de marketing de produto, Austin Evers.
Fleets vai ganhar atualizações
Ainda de acordo com o Twitter, o Fleets terá melhorias nos conteúdos de tela cheia. A rede social afirmou que vai liberar mais figurinhas e planos de fundo.
O recurso de publicações que somem depois de 24h chegou em todo o mundo em novembro de 2020. O Brasil, porém, esteve nos testes da rede social e recebeu a opção em março daquele ano.
O formato usado no Fleets ficou conhecido com o Snapchat, mas ficou mais popular em 2017, quando o Facebook passou a implementar stories em suas redes sociais.

administrator

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *